Indicadores ESR durante a gravidez: qual é a norma. Quando o indicador ESR (alto ou baixo) em uma mulher grávida confirma patologias graves

Um grande número de exames diferentes durante a gravidez não é um capricho dos médicos. Assim, mudanças bioquímicas e fisiológicas no corpo da futura mãe são controladas.

Os desvios detectados oportunamente permitem identificar rapidamente possíveis patologias e impedir conseqüências indesejadas e complicações.

Métodos de exame simples, mas bastante informativos, incluem teste de sangue clínico. Ele permite avaliar os indicadores quantitativos de partículas de sangue e sua viabilidade.

Sobre o quão ativo e em que estado as células vermelhas do sangue são, a taxa de sedimentação durante o teste de sangue indica.

Taxa de ESR durante a gravidez

Para avaliar a composição do sangue, uma mulher grávida é recomendada a doar sangue várias vezes.

No estado natural, o sangue humano é atualizado rapidamente, e durante a gravidez, as reações bioquímicas são significativamente aceleradas sob a influência de alterações hormonais e fisiológicas.

Portanto, as contagens sanguíneas são analisadas:

• até 12 semanas de gravidez;

• durante o período de 20 a 22 semanas;

• em 30-32 semanas;

• diretamente durante o período pré-natal.

Além de identificar indicadores quantitativos de partículas de sangue, a taxa de sedimentação dos glóbulos vermelhos é necessariamente analisada. Este indicador é refletido nos resultados da pesquisa como ESR.

Pela rapidez com que as células vermelhas do sangue se precipitam durante o diagnóstico, podemos avaliar sua atividade e integridade.

As células vermelhas do sangue são confiáveis ​​por natureza uma função importante. Eles são responsáveis ​​pela entrega de nutrientes e trocas gasosas no corpo. A hemoglobina em sua composição, que fornece a cor vermelha do sangue, atrai oxigênio e a entrega a todas as células.

A ausência de um núcleo e o elástico natural permitem que as células vermelhas do sangue penetrem através dos capilares que encolhem.

São os glóbulos vermelhos do sangue materno que fornecem ao bebê o necessário nutrição e oxigênio.

A vida útil das células ativas não é muito longa. Tendo servido seu século, que não excede 120 dias, eles morrem no fígado ou no baço.

Em seu lugar, novas células chegam que se originam na medula óssea. Células adultas estão suspensas no sangue.

Eles não são atraídos e não são capazes de ficar juntos, devido à sua carga negativa.

Uma vez em um ambiente não natural, as células vermelhas do sangue sob a força da atração começam a se estabelecer lentamente, na verdade, se separam do plasma e precipitam.

Primeiro de tudo, as células danificadas e fracas se estabelecem, bem como aquelas que mudam de carga sob a influência da fibrina, que aumenta significativamente no sangue durante processos inflamatórios e ativos no corpo.

Fora isso, durante a inflamação anticorpos e proteínas especiais são formados no sangue em grandes quantidades que são capazes de se ligar aos glóbulos vermelhos. Tal simbiose aumenta o peso dos glóbulos vermelhos, e eles, sob a força de sua própria gravidade, tendem para o fundo do vaso.

Partículas vermelhas viáveis ​​com carga negativa mantêm seu estado suspenso por muito mais tempo e são capazes de resistir ao processo natural.

É por issoquantos glóbulos vermelhos irão precipitar em uma hora, registre a taxa de sedimentação.

Para simplificar o cálculo, o sangue retirado da corrente sanguínea é colocado em um vaso estéril na forma de um tubo de ensaio. Para evitar a coagulação, adicione citrato de sódio.

Durante uma hora, o líquido assenta, após o que a altura da coluna formada pelos glóbulos vermelhos sedimentados é fixada.

Para uma mulher saudável são considerados taxas normaisnão superior a 15 ml. Durante a gravidez, a VHS pode diferir, o que não é um sinal de patologia. O sistema circulatório durante a gravidez tem uma carga significativa. Por conseguinte, ocorrem mudanças na estrutura do sangue. A atividade dos glóbulos vermelhos reflete o aumento das necessidades de nutrientes e oxigênio, bem como mudanças no equilíbrio hormonal e na capacidade imunológica.

Portanto, a ESR durante a gravidez será um pouco maior. Com um aumento da carga no corpo, a taxa de sedimentação das partículas vermelhas também aumenta.

Portanto, os indicadores de VHS durante a gravidez não devem causar alarme:

• no primeiro trimestre dentro de 15-20 ml / h;

• no meio da gravidez: 20-25;

• mais perto do parto: 45-60.

A dinâmica de modificações em VHS durante a gravidez em toda mulher individual.

O indicador pode diminuir ligeiramente após a concepção e mudar durante a gravidez não de forma dinâmica, mas espasmódica.

Muitas vezes, o indicador permanece dentro dos limites normais ou diminui ligeiramente ao longo de seis meses e começa a crescer diretamente no terceiro trimestre.

Portanto, tirar conclusões sobre os indicadores "negativos" de análises baseadas em uma pesquisa é impraticável.

O que o aumento do VHS significa durante a gravidez?

A elevação do VHS durante a gravidez nem sempre sinaliza processos patológicos.

Condições fisiológicas naturais podem afetar os resultados do teste.

Um salto temporário na VHS durante a gravidez pode ser observado:

1. Sob a influência do estado psico-emocional das mulheres. Sob a influência do estresse, preocupações, medo, hormônios das glândulas supra-renais são produzidos, o que afeta a composição química do sangue.

2. Depois de comer. Portanto, todos os testes são recomendados para serem tomados com o estômago vazio. Se a gestante conseguiu satisfazer sua fome com chá doce ou sanduíche, você não deve confiar nos resultados dos testes.

3. Em altas temperaturas ambientes. Se a amostragem de sangue foi realizada em uma sala com temperatura acima de + 270 ° C ou uma mulher tomou banhos de sol ou muito quente imediatamente antes do diagnóstico, os glóbulos vermelhos no sangue vão se comportar de maneira não natural.

Para excluir um resultado falso positivo, gaste reexame.

Mais perto do parto na atividade do fibrinogênio no sangue começa. O corpo está se preparando para o trabalho.

Para evitar as conseqüências de possíveis sangramentos, o sangue realmente muda sua estrutura.

Portanto, valores de VHS que atingiram 60 mm não levantam questões entre os médicos.

Para principais razões aumento da VHS durante a gravidez inclui problemas de hemoglobina.

Anemia ferropriva - Uma ocorrência bastante comum durante a gravidez. Isto é devido ao aumento da demanda por oxigênio, acompanhado pela ingestão insuficiente de nutrientes.

A mesma reação corporal é observada entre os adeptos de alimentos vegetais. A falta de proteína animal rouba o corpo de alguns dos aminoácidos essenciais envolvidos na hematopoiese.

Além disso, um aumento na VHS durante a gravidez pode ser registrado:

• para resfriados;

• com patologias inflamatórias e infecciosas dos órgãos urinários;

• com problemas nos intestinos;

• sob a influência de doenças reumatológicas;

• no período pós-traumático ou pós-operatório;

• com sangramento de várias origens;

• sob a influência de formações oncológicas;

• com diabetes e colesterol alto;

• com infecções infecciosas de várias etiologias.

Os glóbulos vermelhos não se recuperam imediatamente após a doença. Pode levar até duas semanas para atingir níveis normais após doenças sazonais virais ou bacterianas.

Portanto, nas análises realizadas após a recuperação da mulher, por algum tempo, a VHS durante a gravidez terá valores aumentados.

Causas de uma diminuição da VHS durante a gravidez

VHS pode diminuir durante a gravidez naturalmente, sem quaisquer razões patológicas. A imunidade de uma mulher após a concepção enfraquece e isso pode afetar as contagens sangüíneas. Portanto, leves desvios na direção da diminuição não são sinais assustadores.

Com uma diminuição da VHS durante a gravidez, as mulheres que aderem nutrição de baixa caloria e experimentando com várias dietas desequilibradas. A mesma reação é observada em mulheres grávidas, propensas a freqüentes neurose.

Aumento da viscosidade do sangue e ingestão de certos medicação.

Patologias nas quais há uma diminuição persistente da VHS estão associadas a processos autoimunes no corpo e a disfunções na hematopoiese.

Tais patologias são mais frequentemente crônicas.

Portanto, uma mulher sabe sobre sua presença antes da gravidez.

Testes adicionais para detectar anormalidades de VHS durante a gravidez

Embora a ESR durante a gravidez seja um indicador informativo, não é evidência direta de patologia.

Portanto, tendo visto desvios de normas geralmente aceitas como resultado de análises, é muito cedo para soar o alarme e tirar conclusões negativas.

Para excluir um resultado falso positivo, um diagnóstico repetido é obrigatório. E mesmo neste caso, os indicadores confirmados não indicam a presença de patologias.

Em uma mulher absolutamente saudável, a VHS durante a gravidez pode ter anormalidades. E na presença de certas doenças, os testes podem não mostrar mudanças.

Para certificar-se da presença de anormalidades no corpo, o médico irá avaliar simultaneamente os sinais sintomáticos e outros indicadores dos testes, se necessário, realizar exames complementares.

1. Para confirmar os processos inflamatórios, estima-se o número de leucócitos no sangue, que será aumentado.

2. Para determinar a origem da patologia, a fórmula leucocitária é decifrada, o que permite determinar o tipo de glóbulos brancos predominantes no sangue.

3. Os processos infecciosos e inflamatórios do sistema urinário são determinados pela análise de urina. A presença de leucócitos na urina, proteína fala em favor de problemas com os rins ou bexiga. A presença de bilirrubina confirma a patologia hepática ou a destruição acelerada dos glóbulos vermelhos.

4. É possível determinar problemas metabólicos e hormonais, analisando o sangue venoso.

5. Para identificar infecções bacterianas, testes bacteriológicos são realizados na urina, esfregaços dos intestinos, órgãos genitais e garganta.

6. Para patologias de órgãos internos, um exame de ultrassonografia será necessário.

Se você suspeitar de uma patologia mais grave, o médico irá encaminhá-lo para uma consulta com um oncologista ou imunologista, endocrinologista.

Somente com a ajuda de um exame abrangente, o médico pode determinar a causa dos desvios nas análises de uma gestante.

Tendo recebido os resultados dos exames, não tire conclusões precipitadas.

O conselho "comprovado" dos amigos sobre a normalização da VHS durante a gravidez pode não só afetar os resultados do teste de maneira imprevisível, mas também causar danos significativos.

Portanto, ouça apenas as conclusões dos médicos e seus sentimentos.

Loading...