Grã-Bretanha e o mundo que enfrenta o apocalipse devido a bactérias invencíveis

Os próximos cinco anos ameaçam a Grã-Bretanha com uma situação de emergência devido ao crescimento de patógenos resistentes a qualquer atibiótico.

Isto foi afirmado por Sally Davis, principal especialista do país no campo da saúde. A resistência dos patógenos à maioria dos antibióticos leva à disseminação de infecções, o que, por sua vez, cria uma ameaça à segurança nacional. A situação corre o risco de ganhar a escala característica de eventos catastróficos como uma pandemia de gripe, inundações graves ou ataques terroristas em grande escala.

A previsão é verdadeiramente "apocalíptica". Mesmo simples intervenções cirúrgicas serão mortais para a maioria das pessoas devido a complicações causadas pelas infecções mais comuns.

Já, 80% dos pacientes com gonorreia não podem ser curados com tetraciclina. A situação com resistência crescente aos carbapenêmicos, antibióticos usados ​​em infecções graves, é ainda mais alarmante. Se em 2003 houve três casos de resistência bacteriana aos carbapenêmicos, então, em 2011, apenas no primeiro semestre do ano, os profissionais de saúde enfrentaram 217 casos desse tipo.

Como o crescimento da resistência aos antibióticos é um problema internacional, representantes de diferentes países do mundo e da Organização Mundial de Saúde estão trabalhando juntos para desenvolver uma estratégia unificada para combater esse fenômeno. O documento correspondente deve aparecer no início da primavera.

Loading...